Que tipo de aula/treino dar quando se tem poucos alunos? Eu fiz isso…

Essa idéia surgiu na semana de 06/01/2020 a 11/01/2020 na qual eu trabalhei como professor substituto em uma escola de futebol Chute Inicial do Corinthians em Campinas-SP, cobrindo um professor em suas férias.

Por ser a 1a semana de aulas do ano, a frequência de alunos ainda era baixa em muitas turmas por ser período de férias escolares entre outros motivos.

E quem já trabalhou ou trabalha em escola de futebol sabe que nem sempre um planejamento de aula pode ser 100% aplicado devido a imprevisibilidade de quantos alunos comparecerão, níveis de competência distintos e etc…

Por isso é bom ter a capacidade de improvisar afiada nessas horas! E isso foi algo que desenvolvi ao longo dos anos…


Troféu Melhor Jogador do Mundo

Uma característica do planejamento da escola em questão é que no período de férias escolares as aulas são mais focadas no aspecto lúdico e nos jogos. Portanto não se aplica o trabalho físico-técnico analítico tradicional como muitos conhecemos.

Com isso em mente e as características da faixa etária dessa turma, cheguei a este plano de aula.

Cada menino sendo estimulado a tarefas defensivas e ofensivas além de situações de jogo que os atletas de diferentes posições vivenciam e se destacam numa partida de futebol.

Desafio 1: Van Dijk

Sendo o único defensor em ação, o aluno fazendo o papel do Van Dijk vivenciava diferentes situações defensivas começando em igualdade numérica e a cada jogada passada criando e aumentando a inferioridade numérica para o desafiado. No sistema de pontuação, “o Van Dijk” ganhava 1 ponto a cada vez que a finalização a gol era evitada (desarme, bloqueio etc) e 0,5 ponto a cada vez que a finalização acontecia mas para fora do gol.

Desafio 2: Neymar

Sendo o único atacante em ação, o aluno fazendo o papel do Neymar vivenciava diferentes situações ofensivas começando em igualdade numérica e a cada jogada passada criando e aumentando a inferioridade numérica para o desafiado. No sistema de pontuação, “o Neymar” ganhava 1 ponto a cada gol marcado e 0,5 ponto a cada finalização no gol.

Desafio 3: Cássio

Agora sendo o goleiro, teria 5 pênaltis para desafiar, cada batedor tendo uma chance contra aquele goleiro. No sistema de pontuação, “o Cássio” ganhava 1 ponto a cada pênalti defendido e 0,5 ponto a cada pênalti pra fora ou na trave.

Ao final dos 3 desafios, somaram-se os pontos para enfim descobrir quem foi o melhor jogador do mundo da aula! Conteúdo, diversão e competitividade lá em cima!

E aí, o que achou? Curta, comente, compartilhe e continue seguindo para mais!

Processando…
Sucesso! Você está na lista.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s