Como perseverar em equipe

Este post é a tradução e adaptação de um artigo originalmente produzido em inglês. Para artigo original, clique aqui.

Embora atletas individualmente possam entender como perseverar e mostrar coragem (“Grit“) enquanto perseguem seus objetivos, pode ser difícil para um treinador levar essas lições para toda a equipe, pois cada jogador pode ter objetivos diferentes, responder a fatores motivadores diferentes e se interessar pelo esporte por razões diferentes. Mas os esportes são a chance perfeita de ensinar coragem em equipe, o que pode ajudar os atletas no esporte e em suas futuras carreiras.

Grit – como perseverança – foi definido como a tendência de “sustentar o interesse e o esforço em direção a objetivos de longo prazo”.

A pesquisa mostrou que o sentimento de pertencimento resultante de pertencer a uma equipe esportiva, juntamente com um objetivo comum, ajuda as crianças a entender a importância de ‘respeitar as regras e honrar responsabilidades’. Angela Duckworth, pesquisadora que cunhou o termo ‘grit‘ em 2007, descobriu que o foco em uma meta como equipe pode melhorar o foco em todos os aspectos da vida.

Mas como um treinador desenvolve coragem para toda a equipe?

Desenvolva uma declaração de missão da equipe
No início da temporada, reúna a equipe e crie uma declaração de missão para a temporada. O que significa coragem para a equipe? No que os jogadores querem trabalhar do ponto de vista da aquisição de habilidades? Como será o sucesso? O que significa ter perseverança durante o treino ou competição? Lembre-se de que os jovens atletas seguem as dicas do professor/treinador, então é sua responsabilidade ajudá-los a entender que ‘coragem’ não significa simplesmente ‘vencer’ ou ‘nunca desistir’.

Ajude-os a definir os valores da equipe em relação ao grit, mas permita que eles façam a redação e a escrita reais. Dar a seus atletas o empoderamento dessa declaração ajudará a unificar a equipe em torno de sua missão comum.

Certifique-se de que não é tudo a respeito do dia do jogo
Se a única ênfase em sua equipe for “vencer o jogo” ou “estratégia para o dia do jogo”, pode ser difícil passar por períodos difíceis e épocas que não seguem o planejado. Enquanto você fala sobre perseverança e dedicação, verifique se o lema é usado durante o treino e no dia do jogo.

Definir uma meta específica para cada atleta atingir na aula/treino (um certo número de repetições de uma determinada atividade, por exemplo) e fazer com que os atletas trabalhem juntos para garantir que todos cumpram essa meta podem ser uma maneira de garantir que os jogadores perseverem juntos, não apenas no dia do jogo.

Não coloque seus atletas/alunos uns contra os outros
É difícil passar por momentos difíceis como equipe, quando cada atleta está mais focado em superar seus colegas do que em ter um bom desempenho como grupo. Para jovens atletas, a pesquisa mostrou que a comparação com outras pessoas, em vez de enfatizar o desenvolvimento pessoal, torna o esporte menos agradável. Desafie os atletas na prática, mas não os faça sentir como se estivessem sendo ‘classificados’ um contra o outro.

Mas deixe que sejam competitivos
Sim – mesmo entre si na prática. Embora você não queira criar uma cultura de comparação, permita que os colegas de equipe se sintam em competição. Desafiar um ao outro a ser melhor e perseverar através do inevitável fracasso os ajudará no próximo jogo … e pelo resto de suas vidas!

Deborah Gilboa, médica de família certificada pelo conselho e respeitada especialista em desenvolvimento e resiliência para jovens, diz: “A competição pode ser realmente ótima para as crianças. Se você pode ensiná-los a se tratarem com respeito, eles podem competir como quiserem. ”

“A competição ensina”, explica Gilboa. “O vencedor aprende a ganhar sem comemorar excessivamente e o perdedor aprende a perder sem muito barulho. As crianças se monitoram muito bem. Eles fazem críticas honestas, ainda que severas, ao mau comportamento. Eles não hesitam em policiar um ao outro por trapaça, se gabando, choramingando. Você não precisa intervir, pois eles ensinam outras lições a menos que a punição seja genuinamente dura demais. ”

Mude sua visão em relação ao ganhar
Um estudo recente mostrou que meninas e meninos querem ‘dar o melhor’ e ‘trabalhar duro’ durante os treinos e nas competições – e é isso que torna o esporte divertido para elas. É isso mesmo: Grit é realmente divertido! Esta pesquisa nega o mito tradicional de que os meninos estão focados em vencer enquanto as meninas estão focadas em amizade. Aliás, ganhar apenas ficou em 40º lugar em importância neste novo estudo.

Tendo isso em mente, concentre-se menos na criação de metas para obter vitórias e concentre-se em metas orientadas a processos para toda a equipe, pelas quais a equipe possa se empenhar em união. Como as metas do processo se concentram no desenvolvimento pessoal, e não no placar, é mais fácil incutir uma sensação de coragem e perseverança nos jogadores, independentemente de como a equipe está comparativamente, porque os jogadores ainda podem atingir as metas e ver o progresso.

Lembre-se de que a introdução de lições de coragem e perseverança durante a aula/treino de sua equipe ajudará seus atletas a encarar desafios e obstáculos como oportunidades e não como riscos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s