Saída de jogo / Criação: Três cenários

Qual a melhor forma de sair jogando desde o goleiro? Tem que ser feita a lavolpiana? Ligação direta é crime?

Essas são apenas algumas das muitas questões que surgem quando o assunto é a saída de jogo ou criação (chame como preferir).

O que é a saída de jogo ou criação? Independente da nomenclatura escolhida, trata-se do momento do jogo no qual a equipe em posse da bola tem a mesma em seu setor defensivo (também conhecido como 1o terço) e irá sair para o jogo ou criar a jogada com o objetivo lógico do jogo de fazer gol.

Nesta fase do jogo é importante que a equipe faça o bom uso de alguns conceitos de jogo. Em resumo simplista, gosto de dizer que a equipe deve manipular o adversário para que se revele um bom caminho para o gol.

A seguir apresento três cenários hipotéticos, criados da minha mente com a influência de minhas crenças e preferências pessoais. Não tenho aqui nenhuma intenção de apresentar verdades absolutas ou crenças limitantes.

Cenário 1

Neste vídeo o intuito é demonstrar um cenário onde o adversário marca de forma zonal em 4-4-2 baixo e o time em posse cria pacientemente a jogada, valorizando a posse de bola com o objetivo de progredir apenas quando a vantagem numérica e/ou espacial for criada. O importante a ser identificado é que, apesar de o time azul querer jogar de forma apoiada através de passes curtos, quando a leitura de jogo indica que a bola longa será benéfica o jogador não hesita em fazer bom uso desta.

Normalmente para superar defesas compactas em zona é essencial que se faça bom uso de algumas táticas coletivas e individuais que exigem alto grau de sincronia entre os jogadores.

No vídeo acima, os principais conceitos são:

  • Apoio e mobilidade
  • Circulação de bola
  • Mover-se para dar linha de passe
  • Mover-se para atrair/distrair marcador

Cenário 2

Neste vídeo o intuito é de demonstrar um cenário onde o time adversário marca individualmente de forma pressionante. Neste caso cada jogador do time em posse tem a desvantagem de sempre estarem em desconforto devido a pressão adversária porém tem a vantagem de pode manipular o espaço mais eficientemente uma vez que a referência do adversário é o homem.

No vídeo acima, os principais conceitos são:

  • Homem livre
  • Troca de posições para causar confusão na marcação
  • “Atrair para liberar”

Cenário 3

Neste vídeo o intuito é de demonstrar um cenário de tiro de meta onde os dois times se compactam em um setor do campo na expectativa de uma saída longa. A corrida do goleiro para a bola é o gatilho para que seus jogadores efetuem diferentes deslocamentos, fragmentando o time e espaçando o adversário. Parte dos jogadores corre para a saída curta, a outra parte corre para a saída longa. Neste instante cria-se caos e incerteza na defesa adversária.

No vídeo acima, os principais conceitos são:

  • Homem livre
  • Apoio e mobilidade
  • Amplitude e profundidade
  • Fixar defensores
  • Ultrapassagem e penetração

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s