Retrospectiva: como o futebol feminino cresceu

Traduzido do site Her Football Hub

Em 1921, a FA (Federação Inglesa de Futebol) aprovou uma resolução para proibir o futebol feminino, resultando em uma proibição que impediu o crescimento do jogo por 50 anos.

Na época da proibição, o esporte estava florescendo – liderado pelo icônico time feminino chamado Dick, Kerr Ladies FC, que atraiu notavelmente multidões de milhares. Sua maior participação atraiu um mar de 53.000 torcedores para o Estádio Goodison Park em 1920, um público recorde que permaneceu por quase 100 anos.

Em 2019, o lendário recorde foi quebrado. Barcelona e Atlético Madrid reescreveram a história ao receberem 60.739 adeptos no Estádio Wanda Metropolitano, em Madrid.

Demorou décadas, mas o futebol feminino renasceu das cinzas e está conquistando o mundo.

Apesar do revés de 50 anos, membros da comunidade do futebol feminino trabalharam incansavelmente e sem reconhecimento para reconstruir o status do jogo. De bolas de futebol recicladas e kits de segunda mão a contratos de transmissão de grande sucesso – o futebol feminino voltou aos holofotes graças à devoção daqueles que amam o esporte.

Só em 2021, vimos recordes quebrados e história feita. O Barcelona se tornou o primeiro time espanhol a vencer a Champions League feminina. A seleção canadense conquistou seu primeiro ouro olímpico nos Jogos de Tóquio. A Superliga inglesa Feminina também assinou um acordo histórico com canais de TV para transmitir a cobertura ao vivo de seus jogos.

Se os jogadores de coração partido de Dick, Kerr Ladies FC tivessem sido informados de que as mulheres iriam lotar estádios e ir ao ar nos maiores canais do Reino Unido, eles nunca teriam acreditado.

Ainda há um caminho a percorrer, mas o progresso do futebol feminino até agora é impressionante. Está em todas as mídias sociais, na TV e nas vitrines das lojas. E ecoa pelos jardins quando cada torcedor dedicado canta com seus corações para sua equipe. Está se tornando impossível ignorar o futebol feminino.

E aí, o que achou? Curta, comente, compartilhe se inscreva no canal e continue seguindo para mais!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s